Ir para o Conteúdo da página Ir para o Menu da página
Whatsapp

Notícias

Diretor da Construfase relembra trajetória em Jantar de Negócios da CDL Jovem Criciúma

11/12/17

Diretor da Construfase relembra trajetória em Jantar de Negócios da CDL Jovem Criciúma

Evento ocorreu na última quinta-feira

 Na última quinta, o engenheiro e diretor da Construfase Construtora, Eduardo Serafim, foi o convidado de mais uma edição do Jantar de Negócios da CDL Jovem Criciúma. Realizado no Restaurante Martinello, Serafim, graduado em Engenharia Civil em 1990, contou o início da carreira como engenheiro do extinto BESC em Florianópolis até a atualidade ao comandar uma empresa com mais de 300 colaboradores

Início

Formado em 1990 pela UFSC em Engenharia, Serafim logo entrou ao mercado de trabalho em um setor público de engenharia do Besc. Com anseio de retornar a Criciúma, o hoje empresário conseguiu uma transferência para a cidade. Neste período, atuava à noite no setor de compensação da instituição financeira e durante o dia cumpria jornada em uma construtora da cidade. “Era um período bem cansativo, mas valeu a pena”, afirmou.

Montagem da construtora

Há 15 anos, a partir de um sonho e necessidade, juntamente com um então sócio, Eduardo Serafim criava a Construbase que logo se tornaria Construfase Construtora. O início foi dedicado mais às obras públicas. “Tanto que até 2010 fizemos apenas três empreendimentos residenciais, sempre com recursos próprios, que tiveram grande aceitação do mercado”, ponderou.

Ugrade

O déficit habitacional e a necessidade de moradia, juntamente com o lançamento do Programa Minha Casa Minha Vida, em 2010, transformaram a história da empresa. Desde então, sete obras já foram entregues em diferentes bairros de Criciúma. Outras nove estão em andamento e o mais novo lançamento, Residencial Alameda das Flores, na Grande Santa Luzia, que já comercializou 250 unidades em apenas uma semana.

Sobre o segredo do crescimento e de manter uma companhia sólida com cinco engenheiros, dois gerentes e mais de 300 colaboradores, Serafim não hesita. “Quem não quer ter risco, não vende!”, finalizou.